Miguel Alcade Bridal Atelier | Esmeraldas no centro das atenções
12053
post-template-default,single,single-post,postid-12053,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

Esmeraldas no centro das atenções

Esmeraldas no centro das atenções

Meninas, prestem atenção aos sinais. Basta que uma celebridade de repercussão internacional use uma determinada peça para que ela se torne em uma tendência. E já estava mesmo na hora das noivas da realeza ousarem um pouco mais e saírem do lugar comum, concordam? Diamantes são maravilhosos, mas as gemas coradas são donas de muita personalidade. E o que dizer as esmeraldas que já seduziram de Cleópatra à Liz Taylor? São pedras incríveis e merecem brilhar nos casamentos.

Felizmente, depois do casamento da princesa Eugenie de York com o empresário Jack Brooksbank as esmeraldas estão sendo cotadas como a nova aposta das noivinhas arrojada. Eugenie brilhou diante dos holofotes da imprensa mundial usando a tiara Greville Emerald Kokoshnik, emprestada por sua avó, a rainha Isabel II.

A tiara é uma peça única e de beleza real. Ela foi desenhada pela casa Boucheron para a Sra. Greville em 1919, no popular estilo “kokoshnik”, popularizado na Corte Imperial Russa. A joia é feita de diamantes cravejados em platina, com seis esmeraldas de cada lado. A esmeralda central é uma impressionante gema em lapidação oval com 93,7 quilates. A preciosidade foi dada pela sra. Greville à rainha Elizabeth em 1942 e não era vista em público há quase um século e, até onde os observadores da realeza sabem, nunca fora fotografada em uma cabeça real.

A princesa Eugenie também usou brincos de diamante e esmeralda, que foram um presente de casamento do noivo, Jack Brooksbank. O anel de noivado foi outra peça de destaque, por ser extremamente raro e dificilmente o que se poderia chamar de discreto. Consistindo de uma safira rosa padparadscha rodeada diamantes, a joia imitava o anel de noivado de rubi birmanês da mãe de Eugenie. Quando se trata de alianças reais, no entanto, a tradição parece ter precedência. Ela determina que todos os anéis de casamento sejam feitos de ouro galês, e o de Eugenie não era diferente.

Na semana seguinte ao casamento, os joalheiros notaram um aumento de consumidores procurando para safiras cor-de-rosa em seus anéis de noivado – tudo causado pela peça impressionante da princesa Eugenie, que de cara, já emplacou duas grandes tendências.

Beijo, beijo!

Miguel Alcade

Tags:

No Comments

Leave a Comment