Miguel Alcade Bridal Atelier | A coroa The Girls of Great Britain and Ireland
8873
post-template-default,single,single-post,postid-8873,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

A coroa The Girls of Great Britain and Ireland

A coroa The Girls of Great Britain and Ireland

Meninas, sempre que penso numa tiara algumas imagens me vêm à cabeça e hoje vou falar de uma que tem sido uma grande inspiração para o meu trabalho: The Girls of Great Britain and Ireland. De nome, talvez você não se recordem, mas basta ver a imagem que logo vocês devem se lembrar bem dessa joia, que já foi usada por algumas das princesas e rainhas mais poderosas do mundo.

A coroa foi confeccionada em 1893 pela Garrad & Co, como presente de casamento para a Princesa Mary of Teck, futura Rainha Mary e avó paterna da Rainha Elizabeth II. A peça ganhou esse nome porque foi dada pelo comitê fundado por Lady Eve Greville para levantar fundos para ajudar garotas inglesas e irlandesas.

A joia é composta por diamantes redondos e em forma de losango. Originalmente a peça era arrematada com nove pérolas grandes e também podia ser usada como um colar. Mas a Rainha Mary era dessas que adoram interagir com as joias e tinha mania de customizar muitas delas. Em 1914, ela mandou seu joalheiro tirar as pérolas (que foi usada em uma outra coroa) e substituiu as gemas por diamantes (retirados da Surrey tiara). A base da peça também foi removida e transformada em outro adorno. Em 1947, Mary deu a coroa a sua neta, Elizabeth, como presente de casamento. É por isso a joia é chamada carinhosamente de “tiara da vovó”.

Além da joia, a rainha Elizabeth herdou da avó o gosto por reformar joias. Em 1969 ela alterou o design da coroa, colocando de volta a base de diamantes que da sustentação à peça. A peça ganhou uma certa altura, mas continuou leve, graciosa e bastante confortável de ser usada.

Por aí vocês observam como as mulheres, sejam elas rainhas de verdade ou não, não resistem ao poder de sedução das joias e acabam sendo co-autoras das suas peças favoritas. Isso porque elas são eternas e permitem serem atualizadas conforme os desejos, as lembranças ou as histórias de amor.

Beijo, beijo!

 

Tags:

Sem Comentários

Deixar um comentário