Miguel Alcade Bridal Atelier | A Tiare Taiti
8595
post-template-default,single,single-post,postid-8595,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

A Tiare Taiti

A Tiare Taiti

 

Viajar é viver e aprender! E como eu amo tudo isso! Quantas descobertas, quantas maravilhas que existem nesse mundo tão cheio de beleza e que muitas vezes a gente não conhece. É o caso da minha mais nova descoberta – e inspiração! – por esses lados daqui da Polinésia Francesa, a tiare, uma flor que tem um significado muito especial para os taitianos.

Na verdade, a palavra tiare significa flor, mas os nativos daqui usam esse nome para se referir à Gardenia tahitensis, uma florzinha linda, branca, que tem um perfume forte e é típica das ilhas dessa região. Elas destacam a sua beleza alva entre as folhagens escuras dos arbustos, como se fossem pontos de luz, pequenas joias que adornam as paisagens. Lindas!!!

Quando um turista chega à região, costuma receber um cola adornado com as tiares, uma forma gentil e extremamente simpática de dar as boas-vindas e desejar boa sorte aos visitantes. Eu ganhei uma peça artesanal muito interessante, que também veio ornada com búzios. Eles simbolizam as grandes viagens, as grandes evoluções, interiores e exteriores. Nada mais perfeito para mim, que faço de cada viagem uma jornada de vida, uma expedição em busca de inspirações, cultura e autoconhecimento.

Aqui ontem eu estou, em Bora Bora, há resorts de alto luxo onde são realizados muitos casamentos. Nessas cerimônias típicas é costume a noiva carregar um buquê e, tanto ela quanto o noivo, usarem coroas e colares de flores de tiare (que pode ter outras flores também, como o hibisco). Tudo isso faz parte de um ritual para que tenham boa sorte no casamento e que a união receba bons fluídos.

Como se trata um símbolo do Taiti, a tiare também é muito usada em perfumes, sabonetes, shampoos e produtos de beleza vendidos por aqui. E pasmem! Também é usada na em forma de essência, usada em diversas sobremesas e até nos sorvetes. É exótico, mas bem interessante. Um perfume inesquecível que pra sempre sentirei na alma, uma lembrança sensorial que levarei daqui.

Beijo, beijo!

Miguel Alcade

 

 

Sem Comentários

Deixar um comentário