Miguel Alcade Bridal Atelier | A Tiara Flor de Lótus
11499
post-template-default,single,single-post,postid-11499,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive

A Tiara Flor de Lótus

A Tiara Flor de Lótus

Não se pode negar que as Rainhas têm atitude. Mal elas veem uma joia e já pensam em transformá-la numa tiara! Exagero meu? Nada disso. Muitas das tiaras mais incríveis da história foram criadas dessa forma, a partir da transformação de outra joia. A tiara Flor de Lótus, delicada e original, e que é uma das queridinhas das soberanas.

Um belo dia a Rainha Mãe de Elizabeth resolveu transformar um colar que ela havia recebido como presente de casamento em 1923 por seu marido, George VI, em um adorno de cabeça. O colar, que era feito de diamantes e pérolas e continha desenhos em formas de arabescos. Dizem que era muito bonito, mas a Rainha Mãe deseja incrementar sua coleção de tiaras.

A peça foi toda desmontada e seus diamantes e pérolas foram usados para criar uma nova peça, ainda mais especial. Assim como as tiaras da década de 1920, ela foi projetada para ser usadas tanto na testa como no alto da cabeça e tinha desenhos de inspiração egípcia, que tornam diferenciada.

 

O resultado ficou tão harmônico e delicado que essa acabou sendo uma das peças mais usadas pela rainha. A princesa Margaret, que herdou a joia de sua mãe em 1959, pouco antes de se casar com Antony Armstrong-Jones, também a usou com muita freqüência.

Em 1993, Margaret emprestou a tiara para uma terceira geração. Sua nova nora, Serena Stanhope, usava a tiara em seu casamento para o visconde Linley, o único filho de Margaret. Quando Margaret morreu em 2002, a tiara não estava entre as peças que foram leiloadas pelos seus filhos – na verdade, o Poltimore foi a única das tiaras de Margaret que foi vendida.

Durante anos, especularam sobre o destino da tiara após a morte de Margaret. Como Serena Linley usou-a em seu casamento, muitos supuseram que os Linleys talvez herdassem a tiara de Margaret. Mas em dezembro de 2013, a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, surpreendeu a todos vestindo a tiara em uma das recepções do palácio.

Em 2015 Kate voltou a usar a joia em um banquete em homenagem ao presidente da China. Ao que parece, Margaret devolveu a tiara aos cofres reais, antes de sua morte. E assim a flor de lótus segue o seu destino e hoje adorna uma geração inteiramente nova de mulheres de Windsor. Uma joia imortal, sem dúvida.

Beijo, beijo!

Miguel Alcade

 

 

No Comments

Leave a Comment