Miguel Alcade | Casamento: magia, cultura e tradição
6684
post-template-default,single,single-post,postid-6684,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Casamento: magia, cultura e tradição

Casamento: magia, cultura e tradição

Casamento, além de uma paixão, para mim é uma verdadeira obsessão… Adoro!!! Confesso que não consigo deixar de buscar informações sobre esse universo fascinante e de como ele é realizado nas mais diversas culturas. Seriam possíveis outras formas de celebrar o amor, senão com a noivinha, toda de branco, subindo ao altar, com vários convidados prestigiando a união? Como os outros países comemoram esse tipo de cerimônia?

Em minhas pesquisas e viagens, acabei descobrindo que existem tradições bem curiosas em torno da união amorosa. Daí mais uma prova de que o casamento, independente da cultura e religião, está intimamente ligado aos costumes de um povo e suas tradições.

Algumas delas são bem intrigantes: os ingleses, por exemplo, acreditam que encontrar uma aranha no vestido de noiva é sinal de sorte e união indestrutível! Além disso, eles evitam casar aos sábados, pois há a crença de que esse dia não trás sorte para o casal. Já no Egito, as amigas beliscam a noiva para transmitir a ela . Não sei o que me causa mais arrepios: aranhas e beliscos associados à sorte ou a proibição dos sábados!!! Mas por mais estranho que possa nos parecer, deve haver motivos culturais que justifiquem esses costumes.

 

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

 

Também existem algumas ideias que nos fazem ter um outro olhar sobre o que, para nós, costuma ser um infortúnio. A chuva, por exemplo: nenhuma noivinha brasileira deseja que chova em seu casamento. Já as indianas e as italianas rezam para que isso aconteça! Para elas, chover no dia do casamento é sinal de que a união está sendo abençoada e será muito feliz. Aliás, na Itália, mesmo que não chova os noivos costumam tirar foto com guarda-chuvas para garantir sorte. De quebra, garantem fotos bem charmosas no álbum do casamento.

Mas existem alguns costumes que influenciaram a nossa cerimônia. Uma delas vem do costume indiano do irmão do noivo jogar flores sobre os recém-casados, no sentido de protegê-los do mal. Essa tradição tem sido reinventada ao longo dos anos. Em algumas regiões a chuva de pétalas de rosa foi substituída por arroz ou confetes. De qualquer maneira, o que todos os povos têm em comum é o desejo de compartilhar a união com os amigos e familiares, com muita alegria e romantismo. É por tudo isso que o casamento jamais sairá de moda. Que assim seja eternamente!!!

Beijos, beijos

Miguel Alcade

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

 

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade joias-para-madrinhas-de-casamento-miguel-alcade

 

Sem Comentários

Deixar um comentário