Miguel Alcade Bridal Atelier | Rainha Vitória, a musa dos casamentos
1005
post-template-default,single,single-post,postid-1005,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Rainha Vitória, a musa dos casamentos

Rainha Vitória, a musa dos casamentos

Todos nós, que amamos o ritual do casamento e todas as tradições que cercam esse evento tão decisivo na vida das pessoas, temos muito que agradecer a Rainha Vitória. Poderosa e romântica, foi ela quem influenciou para sempre a celebração do matrimônio.

Antes de Vitória, o casamento era visto como um arranjo comercial e o vestido da noiva servia para mostrar à sociedade que as famílias tinham posses. A cor não importava e cada noiva usava o que queria. Foi somente com o casamento da Rainha Vitória, em 1840, que esse ritual mudou.

Completamente apaixonada por seu primo Alberto, Príncipe de Saxe-Coburgo-Gotha, a soberana foi a primeira nobre a se casar por amor. Para representar a pureza dos seus sentimentos, escolheu um vestido e um véu branco, além de flores de laranjeiras para adornar seus cabelos. O impacto desse casamento na sociedade da época foi tão grande que todas as noivas passaram a imitar a rainha. O casamento arranjado passou a ser rejeitado em prol do amor e o branco foi instituído como a cor oficial das noivas.

Essa linda e verdadeira história de amor está retratada no filme “A Jovem Vitoria”, do diretor Jean-Marc Vallée. Vale assistir a trama para conferir o romance e os trajes de época, que renderam ao filme o Oscar de melhor figurino. Confira e se inspire!

Beijo, beijo!

Miguel Alcade

rainha vi

1Comentário
  • Carla/ 07.09.2016Responder

    Olá Miguel, gostei da matéria. Você teria alguma outra fonte ou livro que pudesse me indicar?! Meu interesse se deve ao fato de estar escrevendo um artigo sobre está forte e icônica mulher.

    Beijos

Deixar um comentário